GVHD

GVHD

Doença do Enxerto Versus Hospedeiro

O GVHD é uma doença autoimune que pode ocorrer após transplantes (medula ou órgãos sólidos), onde células imunológicas do doador atacam órgãos ou tecido do receptor causando lesões.

Cerca de 60 a 90% dos pacientes com GVHD apresentam alterações oculares. Além de causar piora da visão o GVHD ocular é responsável por piora da qualidade de vida dos pacientes.

Quais os fatores que aumentam a chance de GVHD?

Os transplantes podem ser alogênicos, quando o tecido doado vem de um doador. E autólogo quando o tecido doado vem do receptor. Quanto maior a compatibilidade entre doador e receptor, menor a chance de ocorrer. (30-40% contra 60-80%).

Quais são os sintomas?

Os pacientes apresentam sintomas de olho seco que podem ser moderados á severos. Hiperemia, fotofobia (sensibilidade exagerada á luz), lacrimejamento, dor, sensação de areia nos olhos, embaçamento visual, úlceras de córnea.

O GVHD tem cura?

O GVHD pode ser agudo ou crônico, dependendo do tempo em relação ao transplante. Se ocorrer até 100 dias do transplante de medula óssea é chamado agudo. É crônica quando aparece depois de 3 meses e pode durar a vida toda do paciente e pode afetar as mucosas, incluindo os olhos, boca, pulmão e intestino, além da pele.

Solicitar um Agendamento

Ligue para (11) 2306–6320 / 3283–0732 ou envie seu nome e e-mail para solicitar um agendamento de consulta. Entraremos em contato!