Hipermetropia

Hipermetropia

Num sistema óptico perfeito, as imagens que entram no olho se focalizam sobre a retina, gerando uma visão nítida para longe e para perto.

Nesta situação chamamos de olho de emétrope. Quando o paciente apresenta algum tipo de grau  ele então apresenta uma ametropia ou erro de refração.

No olho hipermétrope a imagem não se foca na retina, como seria o esperado, e sim atrás dela. Isso gera um embaçamento visual para perto.

Devido ao esforço ocular para tentar manter a imagem no foco, o paciente passa a apresentar o que chamamos de astenopia ou vista cansada: dor nos olhos, cefaleia na leitura e ás vezes até mesmo náuseas.

Presbiopia

A partir dos 40 anos, o olho passa a perder naturalmente sua capacidade de acomodação ou focalização para perto. Esse processo progressivo causa também um tipo de hipermetropia.

Quais são as possibilidades para se corrigir a Hipermetropia?

A hipermetropia pode ser corrigida com óculos ou lentes de contato. Cirurgicamente através das cirurgias refrativas: PRk, LASIK. Em pacientes acima de 60 anos com catarata também podem ter sua hipermetropia e presbiopia corrigida ou compensada através dos implantes de lente intraoculares.

Existe cirurgia para correção da Presbiopia?

Ainda não existe uma técnica totalmente efetiva para a correção da presbiopia. Porém existem formas de minimizar seus sintomas, através da monovisão.

Se você tem hipermetropia ou presbiopia e deseja mais informações sobre as possibilidades cirúrgicas – Ligue (11) 2306-6320 e agende sua consulta.

Solicitar um Agendamento

Ligue para (11) 2306–6320 / 3283–0732 ou envie seu nome e e-mail para solicitar um agendamento de consulta. Entraremos em contato!