Olho Seco

Olho Seco

Sintomas do olho seco

Quando a lágrima não é produzida adequadamente, surgem os sintomas de olho seco: ardor, fotofobia, sensação de areia, lacrimejamento, halos ao redor das luzes e visão alterada. Nos casos mais severos surge dor que agrava com o piscar, fotofobia intensa, infecções recorrentes e úlceras de córnea.

Quais os fatores de risco para o olho seco?

Os fatores de risco para o olho seco são o sexo feminino, idade avançada, terapêutica pós-menopausa, alguns medicamentos sistêmicos (antialérgicos, anticoncepcionais), deficiência de vitamina A, hepatite C, transplante de medula óssea, radioterapia, cirurgia refrativa, artrite reumatoide; lúpus; sarcoidose; acne rosácea; alergias, diabetes entre outros.

Quais as profissões que predispõe o olho seco?

As profissões associadas a tarefas que exigem concentração como trabalhar no computador, em vídeos ou microscópios levam ao olho seco por diminuição do piscar, aumento da abertura palpebral e maior evaporação da lágrima. Exposição a ambientes com ventiladores e ar condicionado.

Qual o tratamento?

O tratamento incluí lágrimas artificiais, mudança do ambiente de trabalho de forma a evitarmos o vento ou ambientes muito secos, adoção postura visual correta no computador e na leitura. Nos casos mais graves podem precisar de oclusão dos pontos lacrimais, antibióticos imunomoduladores e/ou corticoides tópicos.

Solicitar um Agendamento

Ligue para (11) 2306–6320 / 3283–0732 ou envie seu nome e e-mail para solicitar um agendamento de consulta. Entraremos em contato!